BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates

Você Professor

A grande demanda vocal do professor somada ao abuso, mal uso, e conhecimento indevido sobre cuidados específicos da voz (como uso abusivo de pastilhas para “melhorar” a rouquidão, gengibre e etc) favorecem o aparecimento das patologias recorrentes nos atendimentos clínicos, tais como: edemas, fendas glóticas e nódulos vocais.

Além disso, as perícias de concursos públicos têm sido um grande desafio para os professores  que, muitas vezes, ficam impossibilitados de tomar posse, visto que podem apresentam alguma patologia clínica ou um dado que possa levá-los, no futuro, a se ausentarem da sala de aula, como esforço ao falar, por exemplo.

images (1)

 

Os atendimentos para o professor possuem caráter preventivo, através das consuimages (2)ltorias, ou caráter reabilitador, através do atendimento clínico, com terapia específica e personalizada.

Não existem “as receitas de bolo” que poderiam ser passadas de pessoa para pessoa sem a necessidade da orientação profissional.

Isto é, no mínimo, perigoso, e pode piorar o caso.

Junto ao Otorrinolaringologista, o paciente fará o exame chamado videolaringoestroboscopia, exame  que possibilita a visualização da laringe, onde estão localizadas as prega vocais – responsáveis pela produção do som, que será reverberado pelos órgãos de ressonância – amplificadores sonoros.

A fonoaudióloga fará a anamnese e avaliação vocal (perceptiva-auditiva e acústica vocal). Munido de todas as informações, traça-se o plano terapêutico. O tempo de terapia dependerá do caso, do empenho do paciente e da escolha certa e execução correta dos exercícios.

Cuide de sua voz, professor! Previna!

Potencialize sua comunicação e aumente a boa relação com os alunos.